sábado, 5 de janeiro de 2013

Take a Star Especial de Aniversário - 1-800-WHERE-R-U



Olá pra vocês!

Voltei. Primeiro Take a Star do ano. Em homenagem ao aniversário do Profecia, agora em Janeiro, procurei na memória o livro mais adequado, épico ou simplesmente bom que se encaixasse na proposta do TAS. Resolvi ficar com a série 1-800-WHERE-R-U, a.k.a. VANISHED, a.k.a. Desaparecidos, da querida e idolatrada rainha dos romances juvenis cor-de-rosas - Meg Cabot.

Sim, eu leio Meg Cabot. Pra ser sincera, durante a adolescência ela foi minha autora favorita, apresentada a mim com a série O Diário da princesa por uma prima um pouco mais velha.


Mas vamos lá. Escolhi a série 1-800-WHERE-R-U (pra mim o nome sempre será esse, não importa como republiquem ou traduzam) porque, apesar de ter adorado Michael Moskovitz e Jesse, foi o Rob o melhor dos 'mocinhos' juvenis da Cabot. Porque foi a primeira série em inglês que eu li. Porque a Jess é a protagonista mais awesome e desajeitada e violenta e engraçada das séries dessa autora, superando até a Suze, e porque os poderes dela eram mais legais do que qualquer coroa.

A série é composta de 5 livros:

When Lightning Strikes (lançado aqui no Brasil como 'Quando Cai o Raio');
Code Name Cassandra (Lançado aqui no Brasil como 'Codinome Cassandra');
Safe House (Não foi traduzido ainda);
Sanctuary (Não foi traduzido ainda);
Missing You (Não foi traduzido ainda).


Inicialmente (assim como a série A Mediadora), 1-800-WHERE-R-U foi lançada sob o pseudônimo Jenny Carrol. As vendas foram poucas e a história foi descontinuada no quarto livro. Quando relançados com o nome mais conhecido da autora, a vendagem aumentou e Cabot teve a oportunidade de terminar a história de Jess um pouco mais como queria (apesar de a história inicialmente planejada ter mais livros - I CRY INSIDE).

A série conta a história de Jessica Mastriani, uma garota comum no ensino médio que tem uma leve (ou não, depende de como você classifica socos na garganta) tendência à violência e um forte need for speed, em especial quando o assunto é motocicletas. Sua melhor amiga, Ruth, resolve começar uma rotina de exercícios para emagrecer, e numa caminhada na volta da escola as duas são pegas por uma tempestade. escondida debaixo das arquibancadas (URLY, JESS?), Jess é atingida por um raio, e é assim que começa todo o problema.

Depois do ocorrido, ela passa a ter esse poder estranho: Se vê uma foto ou imagem de alguém desaparecido, na manhã seguinte sabe dizer exatamente onde essa pessoa está. E, depois de apontar a localização exata de algumas crianças (dessas que aparecem nas caixinhas de leite), ela chama a atenção do FBI. Para equilibrar a justiça do universo, ela também chama a atenção do Rob, que como eu falei, é desses mocinhos meio badass que fazem a gente rir e simpatizar.

Os cinco livros são ótimos; A cada um, novos elementos são explorados: O poder da Jess, o relacionamento (ou falta dele) com Rob (que está em período probatório por um crime que se recusa a revelar), o relacionamento dela com os pais e com a comunidade, principalmente depois de conseguir o 'dom' e, merecendo destaque, a relação com Douglas, o irmão mais velho da protagonista, que está constantemente sob vigilância e medicação por ouvir vozes que o convencem de que se matar é uma boa idéia.

Um ponto interessante é que a série não se prende na adolescência de Jess. Sem mais spoilers, vamos falar apenas que alguns lapsos de tempo bem interessantes ocorrem.

E aí, alguém está acompanhando ou já leu essa história? O que estão achando ou acharam?


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares