segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

[RESENHA] Ainda Não Te Disse Nada

Sinopse: "Ninguém mais escreve cartas hoje em dia", Marina pensava. Até que um dia uma caiu em suas mãos por engano e mudou o rumo de sua vida. Levou-a ao lugar que ela sempre sonhou. E a conhecer o amor do jeito que nunca imaginou, da forma mais improvável do mundo...




Esse é mais um dos livros que conheci no Clube do Livro, realmente aquele evento realmente foi algo memorável e me apresentou muitos bons autores. Novamente tive contato primeiro com o autor e depois com a obra.

O livro conta a historia de Marina, uma garota que sonha alto e não quer seguir a profissão do seu pai que é padeiro – assim como ele deseja – ela quer entrar no mundo da moda e ser uma estilista famosa.

A história se passa em São Paulo, na região da Avenida Paulista, onde a protagonista trabalha e faz faculdade de Moda. Isso por si só já é já é fantástico, afinal é possível enquanto se anda pela avenida mais famosa do país imaginar os personagens passando por aqueles lugares e reviver a história.

Marina é uma moça aplicada na faculdade, onde divide tudo com as amigas super divertidas que tem. Além disso, é bonita e inteligente. Durante o dia trabalha em uma agência do correio. É feliz, apesar de não ser bem essa vida que ela sonhava ter, mas sabia que com esforço e dedicação logo alcançaria seus objetivos.

Em um dia normal de trabalho, ela se depara com uma jovem ruiva que está enviando cartas. Fica intrigada, pois até poucos minutos acabara de conversar com sua amiga de trabalho que ninguém enviava mais cartas hoje em dia, afinal com tanta tecnologia nos meios de comunicação por que utilizar algo tão arcaico?

Então um dia, antes de ir para mais uma aula da faculdade, Marina conhece Julia, a misteriosa ruiva, que lhe conta sobre a sua profissão de “Anjo Carteiro”. Logo após esse encontro, no meio de sua rotina, uma carta para inesperadamente em suas mãos, e é ai, que toda a história começa. O que Marina fará com a carta? Deve lê-la? Responde-la? E após essa carta ela descobre um sentimento, e que a cada dia vai aumentando. Marina esta se apaixonando, o que ela deve fazer?

O livro tem uma história tão leve, tão gostosa e prazerosa. É simplesmente impossível parar de ler. E o tema escolhido é algo que eu amo muito desde que era mais nova: escrever cartas. Me conectei tanto com a trama que parecia que era eu mesma que trocava as cartas e ficava esperando quase um mês para obter uma resposta.

O Maurício me surpreendeu muito, afinal comédias românticas nesse estilo é algo tão feminino, vivo dizendo que ele escreve com uma cabeça feminina. Ele conseguiu captar alguns sentimentos que geralmente só outra mulher compreende com tanta intensidade. O autor soube o ponto certo, onde levar a historia e deu um fim, do jeitinho que eu esperava, mostrando que os clichês se bem trabalhados se transformam é ótimas obras.

Esse é o típico livro pra se ler em poucas horas, em um final de tarde chuvoso. Recomendo para todos – que como eu – são românticos inveterados.


Critérios de Avaliação


a) Arte da Capa:

A capa é linda e bem significativa. É uma árvore com sua copa formada por vários envelopes que voam em direção à uma cadeira com um violão que se encontra na parte de trás.

b) Trama:

A ideia de se trabalhar com cartas foi uma boa sacada. A história se desenrola de maneira rápida e envolvente, com boas doses de comédia e de um romantismo impar e, é claro com a pontinha de drama que todo romance tem.

c) Caracterização dos Personagens:

Os personagens, sem exceção, são bem carismáticos e marcantes. A Francesca e a Thais, as amigas, e o Otavinho, o vizinho de 15 anos são destaques, sempre que brando um pouco o drama interior da personagem.

d) Qualidade do livro (papel, letra, erros, etc.)

O autor não tem uma editora, todo o trabalho – desde a criação da historia até a divulgação e venda – é feita pelo próprio Mauricio. A diagramação é bem simples, o papel é o amarelado poroso e as letras são médias. A revisão é boa.

e) Comparação com outras obras do gênero:

O livro é uma típica comédia romântica das antigas, com a trama bem leve e envolvente.

Nota: 5,0

4 comentários:

  1. "Os clichês se bem trabalhados se transformam é ótimas obras"

    Adoreeeei essa frase! É o que costumo dizer... nos dias de hoje, é praticamente impossível escrever um romance (sem ser fantasia ou sobrenatural) sem que haja elementos clichês, ou um desfecho clichê ou qualquer coisa clichê é muito difícil. Praticamente tudo, hoje, é considerado clichê... então, o segredo não é encontrar um tema inédito, mas uma forma única e especial de contar uma história!

    O Mauricio soube fazer isso com maestria... AMEI esse livro, achei uma das minhas melhores leituras de 2012!!! Sem exageros!

    Também adorei o fato de haver envio e recebimento de cartas..... é como se a gente ficasse na expectativa, junto com a personagem, pela chegada da próxima!!!


    Beijos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito lindo mesmo né Sa...[
      Prazer enorme em te ver por aqui.

      Excluir
  2. Oie!
    Eu amo esse livro, aliás, amo o Maurício. Ele é fantástico! Seus livros são incríveis! Ainda não te disse nada é perfeito, mas quer saber um ainda melhor? Sem sombra de dúvidas O Rosto que Precede o Sonho. Você já leu?
    Só o Mauricio mesmo para escrever com tanta simplicidade e perfeição!
    Já deu pra perceber que sou fã number one..né! rsrs
    Adorei a resenha!

    Bjs!
    Zilda
    http://www.cacholaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Zilda...
      Ganhei esse livro Ontem... estou louco para ler..

      Excluir

Postagens populares