sábado, 26 de março de 2011

RÉQUIEN

Esse é um texto que eu tinha criado há bastante tempo depois do atentado as torres gêmeas. Depois coloquei melodia a ele e o transformei em música. Posto ela agora compartilhando com vocês!!!

RÉQUIEN
Quando os puros pingos de chuva começaram a cair
A tristeza tomou meu coração;
Pois sabia que a hora da verdade havia chegado.
Porque nossos corações temem o desconhecido?

As lápides dos mortos já estão prontas
O velo começou nesta manhã
E ele se estende pelo horizonte enorme.
Agora é hora de pararmos de acusar
Mesmo que os motivos deles não justifiquem
Nossas perdas são muito maiores do que qualquer álibi.

Nessa terra onde o gado trabalha,
As cores do céu perdeu seu brilho.
Onde estás tu oh lua perfeita?
E porque se escondes ante a presença dos homens?

A água que jorrava da velha fonte secou,
Pelos seus desejos pervertidos...
Em seus rituais negros de morte.
Vamos gado acordem para a realidade!

Faces mentirosas anunciam as mortes
Com seus sorrisos estampados no rosto;
Verdades corrompidas, anelar aos fatos.
Seus desejos se concretizam na escuridão
Onde o mundo não pode ver.

Falam de amor e de paz
Mas do que isso na verdade adianta?
Se quando disserem paz e prosperidade,
Virá completa destruição...

Acorde oh gado e siga o rastro da lua!
Acorde oh mundo e viva tudo aquilo que ainda podem viver!
Oh! Vento que trazes bons frutos,
Sopre nesta hora seus ares sobre o mundo,
E mude o curso da vida antes do fim!

6 comentários:

  1. Bonito poema, onde se dar para saborear nas entrelinhas certa gota de revolta, e uma visão do mundo atraves de olhos sensíveis!

    Vejo que já colocou a estante ai do lado. Legal! Quanto a pergunta deixada lá no meu blog. Bem, adoraria ter mais parceiros literários. Vou colocar meu baner lá no meu blog para quem quiser pegá-lo. Se vc tiver um e quiser é só passar para mim que eu coloco no meu tbm, estou preparando uma pagina só para meu parceiros.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Oi, respondendo a sua pergunta. poesia não é do meu departamento, eu geralmente seleciono apenas contos fantasticos para o site Benfazeja. Mas vc pode enviar o poema para esse email: benfazeja@gmail.com
    Pode enviar sem receio, nos recebemos com muito carinho os textos enviados. Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Se preferir faz assim, manda para meu email que eu mesma repasso para a equipe:
    marcellym90@gmail.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, respondendo sua pergunta: Não se preocupe, o texto foi enviado e geralmente eles dão resposta se se vão publicar ou não. Quanto ao banner, é só colocar como imagem no gadget, lá tem um espaço para link, vc coloca o link do site em questão, o procedimento é igual ao que vc usou para colocar o banner do benfazeja, ai do lado. ^^

    ResponderExcluir
  5. Obrigado Celly!!!! Você tem me ajudado bastante!!!

    ResponderExcluir
  6. Banner COLADO lá no A fantasista, ok. ^^

    ResponderExcluir

Postagens populares