terça-feira, 3 de abril de 2012

Review- Jogos Vorazes



Olá Pessoal!

Sabe aquele momento em que você se arrepende amargamente em não ter ouvido aquela pessoa?

Então, Segunda-Feira eu me senti assim e vou lhes contar o porquê.

No ano passado, quando Jogos Vorazes ainda não tinha despertado toda essa paixão nessa multidão de tributos espalhados pelo mundo. Exatamente ai, eu lia, via e ouvia o escritor Raphael Draccon dizer o seguinte:

"Jogos Vorazes é demais!" 
"Jogos Vorazes é muito bom!"
 "Jogos Vorazes é isso, é aquilo!"

E confesso que não tive nenhuma curiosidade em saber do que raios que ele estava falando.


"O QUE É ESSE BENDITO JOGOS VORAZES QUE VOCÊ TANTO FALA HOMEM?"

Só fui lembrar que essa "coisa" existia quando a febre veio para o Brasil e consumiu metade da população.

Mas mesmo assim eu ainda continuava cético.

Nem um pinguinho de curiosidade.

Até que começaram as promoções nos sites de vendas online, surgiu o primeiro box da série, aconteceu a primeira promoção entre os blogs literários.

E foi ai que aquilo surgiu!

BUMMMMMM!!!

Do nada, só se ouvia falar em DISTOPIA.

Meu Deus! De palavras difíceis já basta as que têm nos livros da série "A cronicas de Gelo e Fogo" e da série "Duna", isso sem contar Shakespeare.

O que venha a ser isso?

Até que minha querida amiga Regina Umezaki, redatora do blog literário Li Um Livro, depois de muita insistência minha, ela explicou o que era essa palavra feia que andavam falando por ai.


Sabendo então o que édistopia, uma nova união surgiu: A Dominação Distópica.

Daí em diante, TODO mundo só falava em Jogos Vorazes, ou THG como os Hipsters gostam de chamar.

Vendo que só havia críticas positivas, e que a MULTIDÃO de pessoas cada vez mais se convertia a isso, e lembrando-se do que Raphael Draccon falava, eu comecei a ceder.

Até que cheguei ao ponto de me corroer por dentro por não ter lido o livro.

Todos liam, conversavam, e eu boiava cada vez mais e me afundava na ignorância.

Mas alguma coisa me salvou! Sim: O lançamento do filme.

Então após ter assistido ao filme, embora não li o livro, farei um breve review sobre ele.


[Review] - Jogos Vorazes


Acompanhamos a vida de Katniss Everdeen, em um mundo futurístico que, com o fim da America do Norte, criou-se um país onde 12 distritos são comandados por uma capital.

Ali, pessoas sofrem com a repreensão e um regime rígido de comando e autoritarismo exercidos pela capital.


A cada ano, apenas para ratificar quem realmente está no comando e fazer os doze distritos lembrar o porquê de eles estarem na situação que estão. Um reality Show é apresentado mundialmente. Os aclamados: Jogos Vorazes.

24 jovens (tributos), dois de cada distrito, são escolhidos para participarem deste evento brutal que transcende em muito a ética social. Lutarão entre sí até que sobre apenas um vivo e se proclame o vencedor dos jogos.

Com um começo nada espetacular e com uma direção fraca e irregular, Gary Ross fez dos vinte primeiros minutos do filme em nada me chamar atenção.
 
A tensão que eu pensei que sentiria, quando a colheita (nome dado a escolhas dos dois tributos) é realizada, eu não senti.


É o terceiro filme que Gary Ross atua como diretor, e talvez essa falta de experiência tenha afetado o filme assim, fazendo-o perder alguns pontos.

Parece que o diretor reservou toda sua capacidade para quando chegássemos à capital.


Sinto ainda não ter lido os livros, o que me possibilitaria fazer uma análise muito melhor.
A atuação de Jennifer Lawewnce foi explendida. Com certeza um dos pontos fortes do filme. Ela interpretava de uma forma tão natural, que chega até a espantar. Josh Hutcherson, Liam Hemsworth e Woody Harrelson também atuaram muito bem.


Quando, pela primeira vez, os tributos são levados ao plúblico dentro de carros de gladiadores, Katniss e Peeta fazem uma entrada triunfal. Chegou até a arrepiar de tanta emoção.


Outro ponto positivo foi a atuação de Stanley Tucci, o apresentador dos jogos. Ele sempre atuou muito bem em todos os filmes que já fez, e não deixou de demonstrar sua capacidade nesse filme.
Em momentos de tensão, insegurança e suspense do que vai acontecer, Stanley nos descontrai com todo o carisma de seu personagem Caesar Flickerman.




Em algumas partes, senti falta de diálogos mais elaborados. Não sei dizer se eles vinham do livro ou se foi adaptação para as telonas, mas muitos deles ficaram fracos demais.

Com certeza um ponto positivo foram os figurinos do filme. Não sei dizer se no livro isso fica tão claro, pois não conheço a escrita do livro (o que me deixa irritado - Porque raios ainda não li esse livro), mas o contraste da situação vivida pelos personagens-tributos (tensão, dúvida e medo), com aquelas cores vibrantes de uma sociedade que, aparentemente é feliz (e doentia), torna-o muito mais atraente. Cada figurino melhor que o outro.

Com relação aos jogos, senti falta de mais ação. Em boa parte do filme Katniss está escondida ou fugindo, Gary Ross deveria ter mostrado mais luta corpora e as mortes deveriam ser melhores trabalhadas.

Minha conclusão final é que o filme possui muitos pontos a serem trabalhados e melhorados para o próximo título. No entanto, mesmo com esses pontos de baixa, Jogos Vorazes ou THG, como a galera cool gosta de chamar, ainda é um dos melhores filmes do ano e tem muito potencial.

Com certeza é um filme que vale a pena você assistir.

E muito mais vale procurar um exemplar para ler.

Depois de algumas leituras já programadas para esse mês, com certeza lerei Jogos Vorazes.





9 comentários:

  1. Comecei a ler a trilogia agora (mas já tinha visto o filme), o livro sem sombra de dúvidas é maravilhoso e não consigo parar de ler !
    Adorei a resenha, parabéns pelo blog!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jessica!

      Obrigadopela visita..

      ainda não tive a oportunidade de ler os livros... mas assim que der uma folguinha pra mim eu os lerei...]

      Obrigado...Bjus

      Excluir
  2. Eu quero muito ler todos os livros desta série, mas ainda não tive money suficiente para compra-los.
    Na verdade, eu ainda nem vi o filme, mas já estou ansiosa pelas sinopses e comentários que vejo nas resenhas e no skoob.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falam muito bem da série mesmo Nat...
      Estou curioso pra ler tbm, mas não a lerei tão cedo!

      Bjus

      Excluir
  3. Eu já li o primeiro livro e assisti o filme. Enquanto ñ cabei eu ñ parei d ler o livro, é viciante. O filme tbm é bom, principalmente pela Jennifer!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com toda certeza matheus... mal posso esperar pelo segundo...

      Excluir
  4. Assisti o filme, mas ainda quero ter a oportunidade ler os livros, porque há sempre detalhes que o filme não conta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim sim Genilda... geralmente os filmes pecam muito, pq deixam coisas importantes de lado e sofrem com a adaptação...

      Excluir
  5. eu simplesmente amei os livros,e quando acabou fiquei com gostinho de quero +.
    chorei tanto com as mortes dos tributos rsrsrs nossa!rsrsrs e toda hora eu ficava olhando o livro com pena pq as paginas estavam acabando!EU PRESISAVA DE JOGOS VORAZES!

    ResponderExcluir

Postagens populares