quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

[EVENTO]: Evento Fantasy – MRG & Rapaduracast

Oi, pessoal! Como vamos?

Faz um tempinho que não apareço por aqui, mas cá estou eu para falar de um evento que aconteceu na sexta-feira passada. Antes de falar dele propriamente dito, preciso deixar uma coisa clara: fui às cegas ao evento, pois o motivo principal da minha ida era rever um de meus autores favoritos, Raphael Draccon. Então, imagine você que eu quase nada conhecia sobre “Matando Robôs Gigantes (MRG)” e “Rapaduracast”. 




Para se ter uma ideia, só conhecia o RapaduraCast por nome e por alguns podcasts que havia escutado alguns anos atrás. E não fazia a menor idéia do que era matar um robô gigante... rs

E,você, caro(a) leitor(a), já os conhecia antes? Se sim, irá ler um pouco sobre como foi o evento. E, se não, convido-o a conhecer junto comigo este universo de discussão sobre a cultura pop.

Foi assim... aconteceu numa noite... na Livraria Cultura do Shopping Bourbon...

Cheguei uma meia hora antes do evento começar. Qual não foi minha surpresa ao ver uma fila enorme que começava do segundo andar e descia até o térreo da livraria. Corri para garantir o meu lugar. Não muito tempo depois, surgiu uma funcionária explicando que havia sido distribuídas senhas de entrada uma hora antes e que as mesmas já haviam acabado. “Opa! E agora, meu Deus? Me danei...”, pensei. 

A funcionária explicou que não poderia deixar entrar muito mais gente em decorrência das normas de segurança do local (pra quem achou isso uma bobagem, é só se lembrar da tragédia de Santa Maria) e que, talvez, pudesse abrir exceção para mais umas 15 ou 20 pessoas, mas que não era garantido. Como a esperança é a última que morre, decidi ficar até abertura das portas do evento. E, como toda boa brasileira, pensei: quem sabe não poderia soltar um xaveco e dar um jeito de entrar, né?

Perto da entrada do auditório começou a se formar uma fila de pessoas que não tinham no pulso a fita azul que garantia um lugar. Fiquei esperando algum tempo, até que aquela funcionária do começo disse que o evento havia sofrido uma alteração, que haveria dois e que cada um duraria meia hora. Assim, haveria um rodízio da platéia e aqueles que não tivessem senha também poderiam participar. Fogos de artifício subiram de meus pés até explodirem por todo meu cérebro, gritando: "que sorte! uhul!!!!".

Entrando no auditório, Raphael Draccon estava iniciando uma apresentação bem-humorada de todos os convidados: Raphael Santos (do Iradex), Carolina Munhóz, Affonso Solano (do MRG), Flávia Gasi (do Omelete, participação de última hora) e Diogo Braga (do MRG).

(fotos por Erick Oliveira)

Você, leitor(a), muito esperto, me pergunta: “Espere aí... não está faltando alguém, não?”. Sim! Jurandir Filho do Rapaduracast também figurava a lista dos convidados, mas, estava atrasado por causa da chuva. E, quando chegou, carismaticamente, justificou-se dizendo que estava numa reunião e tinha pego trânsito. Mentira deslavada não dura muito tempo. E logo, foi posta à prova, por Flávia, de uma forma muito engraçada. Foi nesse clima descontraído que os convidados iam conversando entre si e com a plateia, alternando entre comentários sérios e espirituosos, divertindo e trazendo gargalhadas ao seu público.

(Meio tremida pela emoção do momento rs - foto por Guilherme Araújo)

O tópico principal do grupo que eu estava era sobre o novo lançamento do selo editorial Fantasy: “Filhos do Fim do Mundo”, de Fábio Barreto. É um livro, disse Jurandir, que passou por muitas mãos; um livro que foi sonhado por muitas pessoas para poder acontecer. Conta com uma apresentação inicial do próprio Jurandir e prefácio de Affonso Solano. No meio da conversa sobre o livro, eles iam contando mais sobre o autor, do percurso até chegar nas mãos de Draccon... misturavam piadas e brincadeiras. Enfim, foi super divertido. Foi uma palhinha de como são os podcasts que fazem.

Bem, vou contar um pouco de como é a narrativa. É sobre o fim do mundo. Após a meia-noite, crianças recém-nascidas morrem misteriosamente;   há relatos de que plantas e animais também padeceram. No meio disso, está um Repórter, cujo jornal onde trabalha é uma dos únicas redes de informação que não foi totalmente suspensa pelas autoridades. Ele passa, então, a investigar os acontecimentos, na tentativa de entender o mistério que está se espalhando pelo mundo. No meio dessa confusão toda, o Repórter ainda precisa lidar com seus próprios temores em relação à vida daquele que sua esposa carrega dentro de si. 


Não preciso dizer que saí correndo pra comprar meu exemplar quando o evento acabou, né? Já comecei a lê-lo e estou ficando muito, muito, muuito empolgada! Em breve posto uma resenha aqui pra vocês. Adorei o evento e, como diria nosso amigo Jau, foi massa!! Uma pena que durou tão pouco... quem sabe numa próxima vez eles conseguem fazer num lugar maior?

Mesmo não conhecendo a maioria dos convidados, colhi seus autógrafos, porque virei fã deles naquele dia, então, melhor pegar quando tenho a chance de vê-los de perto! Já pude escutar um RapaduraCast do Detona Ralph, que achei muito bom! Vale a pena viu, galera? São opiniões bem interessantes, misturadas com vários salpicos de humor. 

No final do evento, conheci um pessoal bacana e ficamos conversando sobre vários assuntos: podcasts, livros, filmes, etc. Pegamos algumas filas bem longas para autógrafos e tirar foto dos convidados. E eu, claro, pedi um autógrafo de Draccon no meu exemplar de "Espíritos de Gelo"! Batemos um papinho rápido e nos despedimos.

Pra você que não pôde estar presente, aqui vai um vídeo com alguns trechos do que rolou na noite:





E... pra você que como eu não conhecia nada dos podcasts dessa vida, aí vai um resuminho de cada um, tirado diretamente do site deles.

Matando Robôs Gigantes (MRG): criado em Julho de 2008, é um Podcast de humor dividido em quatro episódios: Cinema, Games, Quadrinhos e a Voz do Robô. Reunindo as opiniões fecais de Affonso Solano, Diogo Braga e Roberto Duque Estrada, o MRG promove discussões sobre os temas em pauta (e, frequentemente, fora dela) aproveitando as personalidades divergentes dos apresentadores e convidados.

RapaduraCast: criado em 2006, o programa tem o objetivo de trazer semanalmente uma conversa [discussão] sobre a cultura pop. Os temas vão desde os principais lançamentos de cinema, as adaptações de quadrinhos, os principais games do mercado e os grandes livros lançados. Sempre com bom humor e convidados espalhados por todo o Brasil, o RapaduraCast é um podcast que já faz parte da vida de muitos cinéfilos. Você nunca ouviu um papo sobre cultura pop dessa forma. Divertida, com sinceridade, fácil de compreender e em vários casos, emocionante. Uma grande particularidade é a nacionalidade do casting. Tem gente do Norte a Sul do país. O mais importante é que além de mostrar uma variedade cultural, podemos demonstrar um pouco da experiência de cada um. Assim, ouvintes de todo o Brasil podem se sentir representados.


Um beijo e nos vemos na próxima.



Licença Creative Commons
[EVENTO]: Evento Fantasy – MRG & Rapaduracast de Carolina Feng é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Baseado no trabalho em http://edensaga.blogspot.com.br/.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares