segunda-feira, 28 de maio de 2012

Entrevista com Thiago Jefferson



 Olá Pessoal
Hoje venho com mais uma entrevista para vocês.
 Desta vez a participação é com o autor nacional Thiago Jefferson, que lançou seu livro Suspeitas de um Mistério no começo do ano.
Thiago Jefferson dos Santos Galdino nasceu e mora atialmente em Mossoró / RN, começou a escrever ao seus doze anos de idade enquanto ainda era adolescente.

 

Com seu tempo dividido entre cursos família e amigos, Thiago adora praticar esportes como Skate,  Parkour; Musculação; Ciclismo,entre outros.]
Em seu gosto literário fica com Harry Potter e O Senhor dos Anéis, dois títulos gigantes da literatura internacional. Mas é em Pedro Bandeira, Raul Drwnick e Mark Twain que são o arcabouço de sua vida.


Primeira Parte: Suspeitas de um Mistério
Blog: Olá Thiago. Primeiramente gostaria de agradecê-lo por ter aceitado participar desta entrevista na A Profecia de Leslienth.
Vejo que você é bem jovem, e cada vez mais vemos histórias sendo publicadas de pessoas jovens assim como você. Porque decidiu ser escritor e o que isso representa em sua vida?

Thiago: Isso representou a maior superação da minha vida, sem exageros. À época, eu tinha cerca de doze anos de idade e estava passando por uma fase difícil, estando com início de depressão. A tristeza era profunda, e eu precisava urgentemente de algo que me distraísse, que me entretece por um longo período. Portanto, não foi bem uma escolha “pensada” em se tornar escritor, eu apenas necessitava fazer algo para passar o tempo, e nada melhor que escrever, criar a minha própria história; isso foi só uma conseqüência.

Blog: Suspeitas de um mistério foi seu primeiro livro publicado pela Editora Multifoco. Como foi o processo de criação da obra?

Thiago:

Blog: A escolha da temática da obra e o estilo Infanto-Juvenil usado na escrita foi uma escolha própria ou simplesmente aconteceu?

Thiago: Simplesmente aconteceu! Como toda criança, eu era bastante criativo e tinha uma grande facilidade em contar causos e contos. Como me sentia necessitado a criar algo, me inspirei nas obras do ilustre escritor americano Mark Twain, as quais eu devorava com prazer, e pus-me a escrever sobre o que eu gostava de acordo com a minha visão dos fatos.

Blog: Conte um pouco como foi o processo de ir atrás de uma editora. Como você chegou a Multifoco? Esse processo todo mudou sua visão do mercado editorial?

Thiago: Após ter registrado a obra na Biblioteca Nacional, a fim de resguardar o meu direito autoral sobre o texto, criei uma tabela com uma lista de várias editoras que publicam livros do mesmo gênero e segmento que o meu se encaixava (suspense). Feito isso, separei-as por porte (pequenas, médias e grandes) e comecei a seleção, para não correr o risco de estar perdendo tempo e dinheiro (gastos com impressão e postagem) enviando o meu texto para editoras interessadas em outros conteúdos. Conheci a Multifoco através de um amigo escritor, e tive a felicidade de conseguir um contrato de publicação logo na primeira tentativa, o que me deixou entusiasmado a me dedicar à literatura.
No entanto, a minha visão acerca do mercado editorial mudou bastante. Sempre tive conhecimento de que conseguir publicar um livro é uma tarefa difícil, mas hoje percebo que divulgá-lo de forma satisfatória é ainda mais complicado. No meu caso, lancei por uma editora pequena, então esse processo ficou todo por minha conta. Felizmente, pude contar com diversos blogs literários, que proporcionou uma boa visibilidade de “Suspeitas de um mistério”.

Blog: O que você sentiu quando pegou o primeiro exemplar nas mãos e sentiu o livro em sua forma física?

Thiago: Nossa, não sei se conseguiria descrever tamanha emoção. Mesmo sabendo que o livro já tinha sido aceito para publicação, e já tendo visto a arte da capa em formato digital, a versão impressa é totalmente diferente de tudo aquilo que um autor iniciante imagina. Eu simplesmente pegava os exemplares diversas vezes por dia e ficava olhando encantado a capa, o miolo, as “orelhas” (Até parecia que cada vez que eu os olhasse eles mudariam o formato e o conteúdo [Risos]). Naquele momento percebi que a obra havia acabado de ganhar vida.

Blog: Você está realizando o Book-Tour do seu livro, como está sendo os comentários e os feedbacks que você tem recebido?

Thiago: Comentários nunca são suficientes, sempre desejo receber mais. As críticas têm me ajudado na elaboração do meu segundo Infanto-Juvenil, em andamento. Aquilo que se é produtivo, utilizo em meus textos, para não cometer novamente os mesmos erros; o que não é, simplesmente descarto (É importante medirmos o que realmente fará diferença para evoluirmos na literatura, pois nem toda opinião é um ótimo conselho).

Blog: Fale um pouco sobre Suspeitas de um mistério.

Thiago: O livro narra às peripécias e aventuras de dois irmãos de treze anos de idade, Saulo e Pedro, que são exímios espiões-mirins. Eles são curiosos e não deixam passar quaisquer fatos, por mais sutis que sejam. Os jovens recebem uma carta de sua tia Daura, pedindo que visitem a sua fazenda, pois o tio garotos está com problemas financeiros. Quando chegam à fazenda, os dois desconfiam de muitas coisas, a começar pelo estranho comportamento do seu tio, que todos os dias vai ao bananeiral e não traz bananas para casa. Estranho também é que a bananeira diante da qual ele fica não dá frutos. E isso é só o início do problema. Muito mais fatos estranhos sobre o tio deles ficam evidentes e os levam a seguir cada passo seu.

Blog: Suspeitas de um Mistério já foi divulgado em muitos blogs literários e em vários blogs de escritores nacionais. Como você tem acompanhado essa jornada?

Thiago: Estou acompanhando muito positivamente. Por ser um infanto-juvenil, eu imaginava que ele não seria bem vindo nos blogs literários, mas foi um belo de um engano. Em geral, os leitores têm gostado do enredo, e as críticas se dão mais pelo fato da falta de revisão por parte da editora e pelas poucas páginas que ele apresenta.
O que mais me surpreendeu nessa trajetória, confesso, foi tomar conhecimento de que ‘Suspeitas de um mistério’ também está sendo divulgado e indicado para leitura em blogs de autores premiados, como o Edweine Loureiro, brasileiro residente no Japão e selecionado em cerca de quarenta concursos literários, e o renomado Alexandre de Castro Gomes, do Rio de janeiro, autor de inúmeros livros voltados para crianças.


***

Segunda parte: Projetos, vida social e outros

Blog: Além de Suspeitas de um mistério você já escreveu muitos contos. Conte-nos um pouco sobre eles e como foi escrevê-los.

Thiago: Diferentemente dos romances, que leio e escrevo desde cedo, só comecei a estudar sobre contos no fim do ano passado. Porém, este gênero logo me cativou, e estou sempre a rabiscar idéias aqui e acolá. Costumo narrar acontecimentos bastante comuns em nosso cotidiano, transportando fatos para uma espécie de mundo surreal, fazendo com que o leitor, ao término, perceba que nada é o que aparentava ser, de fato. Dessa maneira, acabo prendendo sua atenção, além de fazê-lo refletir sobre a história.
Cada conto que escrevo é especial de alguma forma, fruto de uma idéia repentina ou mesmo de meses de pesquisas, ou até um protesto acima de algo que me causa indignação na sociedade.

Blog: Você já participou de alguns projetos contribuindo com poemas ou contos.
Como foi e o que significou para você essas participações?

Thiago: Em um país que valoriza muito pouco a cultura e menos ainda a Literatura, projetos de incentivo à escrita e leitura são essenciais e de prioridade máxima. Infelizmente os nossos representantes estão mais ocupados com a busca de lucros do que com educação de qualidade; sabemos que ativistas culturais têm feito o trabalho que deveria ser do governo, mas sem ajuda fica difícil atingir os objetivos.
Costumo participar desse tipo de projeto para construir alternativas que proporcione acesso direto da população, no geral, à produção literária, fazendo com que ela se interesse pela arte, escrita e leitura. Devemos pensar na necessidade de promoção das ações culturais como forma de vencer as dificuldades impostas.
Blog: Você foi convidado para ser redator no site Ligados FM. Como tem sido essa experiência?

Thiago: Isso foi algo que nunca imaginei que aconteceria. Eu tinha acabado de lançar o meu livro, e estava tentando divulgá-lo de todas as maneiras possíveis; encontrei nas referencias do Google o Ligados FM, e como sabia que trabalhando com o conjunto Rádio e Blog minha obra teria grande visibilidade, enviei um exemplar para resenha e sorteio. O fato é que a equipe gostou tanto de Suspeitas de um mistério, que logo em seguida fui convidado para tornar-me colunista, onde o meu papel é entrevistar escritores nacionais e regionais.
Posso dizer que está sendo uma ótima experiência, pois com esse contato com autores, acabamos por aprender bastante através dos seus erros e acertos. O Ligados FM está em um momento bastante produtivo, e em breve teremos ainda uma mega novidade a nível nacional.

Blog: Além de escrever, você tem que gerenciar seu tempo com família, trabalho e vida social.  Como você equilibra isso?

Thiago: Não é uma tarefa fácil, como muitos pensam. Às vezes quero curtir o final de semana com a minha namorada e a minha família, por exemplo, e tenho que elaborar pautas para as entrevistas com os autores, além de me organizar quanto aos prazos de respostas e postagens; em outro momento, sinto-me inspirado a escrever, mas tenho que estudar para seminários, criar relatórios no curso e ainda me focar no estágio; há ainda aquele caso em que tenho que escrever, pois preciso concluir o meu segundo livro, e ainda criar alguns contos para antologias e/ou revistas em que fui convidado, mas estou demasiado cansado. Graças a Deus, por enquanto, o meu tempo está dando para conciliar tudo (Me pergunto como deve ser a vida de grandes escritores como Draccon e Vianco).

Blog: Além de suspeitas de um mistério você está escrevendo outro livro. Comente um pouco sobre esse novo projeto.

Thiago: Estou às vésperas de concluir o meu segundo livro, que ainda não possui um título fixo. O que posso adiantar é que há elementos fantásticos na obra, como a presença de um unicórnio, e que as protagonistas se vêem em meio a uma conspiração que pode dizimar a raça, fruto da ambição e ganância humana. A trama se passa no mundo real, e o enredo mistura mitologia grega com fatos históricos ocorridos no Antigo Egito.

Blog: Há previsão de lançamento para seu novo livro?

Thiago: Como estou tendo que me dedicar a muita coisa ao mesmo tempo, acredito que só poderei lançá-lo, se conseguir uma nova editora, em meados de 2014. Ainda há muita coisa a se fazer, como revisão e registro.

Blog: Deixe algum recado para os leitores do blog e os fãs de Suspeitas de um Mistério.

Thiago: Gostaria de agradecer, primeiramente, pela oportunidade, e parabenizá-lo, Moisés, pelas ricas informações literárias existentes nesse espaço. No mais, estou ansioso pelo livro que nomeia o Blog, A Profecia de Leslienth.
Espero que todos tenham gostado de conhecer um pouco da minha trajetória, e a de Suspeitas de um mistério. Quem ainda não conhece, convido a visitar o meu blog para adquirir maiores informações a respeito da obra, e torço para que os levados irmãos Pedro e Saulo possam conquistar cada um de vocês.

Um forte abraço!

Blog: Gostaria de agradecer pela participação dessa entrevista e por ter compartilhado com os leitores do blog um pouco de sua experiência e trajetória como escritor.
Parabéns pelo trabalho que foi Suspeitas de um Mistério e sucesso com suas novas publicações.


***

É isso aí pessoal. Mais uma entrevista concluída pelo blog para vocês.

Agora, queremos saber de vocês. Já conheciam Suspeitas de um Mistério? Já leu?

O que você achou? Gostaram da entrevista?

Compartilhe conosco sua experiência. Comente!

Abraço a todos!
Licença Creative Commons
Entrevista com Thiago Jefferson de Moises Suhet é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.
Perssões além do escopo dessa licença podem estar disponível em http://edensaga.blogspot.com.br/.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares