sexta-feira, 13 de maio de 2011

ALGUM LUGAR

Chegamos ao limiar da vida
A esperança do mundo
E a nossa frente o abismo se abre feroz
Decorrente de nossas falhas.

Vidas incompletas, projetos inacabados!
Esse é o mundo em que você vive.
Onde tudo é formado pelo doce esquecimento.

Prédios abandonados, casas destruídas;
As ruas já não levam a lugar nenhum.
Porque na verdade não há para aonde ir
Estamos no fim do mundo.

As ondas dessa tempestade
Invadem nossas almas.
Veja a multidão que vive neste mundo
O gado cego sem rumo a seguir.

Vidas incompletas, projetos inacabados!
Esse é o mundo em que você vive.
Onde tudo é formado pelo doce esquecimento.

O primeiro céu já se passou
Agora podemos voar
Pois não há nada que nos prende ao chão
Porque os laços foram quebrados
Estamos no fim do mundo!

Sinta essa fina sinfonia
Eu a criei especialmente pra você
Para que seu coração seja confortado
À luz da lua que ainda sobrevive lá em cima
Em busca de algo. Em busca de amor.

Vidas incompletas, projetos inacabados!
Esse é o mundo em que você vive.
Onde tudo é formado pelo doce esquecimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares